s√°bado, dezembro 9, 2023
In√≠cio ¬Ľ Bol√≠via rompe rela√ß√Ķes diplom√°ticas com Israel

Bol√≠via rompe rela√ß√Ķes diplom√°ticas com Israel

Jord√Ęnia, Chile e Col√īmbia convocam embaixadores

por Ricardo Souza
0 Coment√°rio

A Bol√≠via rompeu rela√ß√Ķes diplom√°ticas com Israel em rep√ļdio √† ‚Äúagressiva e desproporcional ofensiva militar que este pa√≠s realiza na Faixa de Gaza e que amea√ßa a paz e a seguran√ßa internacionais‚ÄĚ. J√° o Chile, a Col√īmbia e a Jord√Ęnia, pa√≠s √°rabe que faz fronteira com Israel e com a Palestina, decidiram convocar seus embaixadores em Tel Aviv, para reavaliar as rela√ß√Ķes com o pa√≠s do Oriente M√©dio.

O governo da Bol√≠via informou o rompimento das rela√ß√Ķes com Israel em entrevista coletiva na ter√ßa-feira (31).

Ministra boliviana Mar√≠a Nela Prada anuncia rompimento de rela√ß√Ķes diplom√°ticas com Israel – Foto/Governo da Bol√≠via

‚ÄúA Bol√≠via exige o fim dos ataques na Faixa de Gaza, que at√© agora causaram milhares de mortes de civis e o deslocamento for√ßado de palestinos; bem como a cessa√ß√£o do bloqueio que impede a entrada de alimentos, √°gua e outros elementos essenciais √† vida, violando o direito internacional e o direito internacional humanit√°rio no tratamento da popula√ß√£o civil em conflitos armados‚ÄĚ, disse a ministra boliviana Mar√≠a Nela Prada.

A chanceler do pa√≠s sul-americano condenou a forma hostil com que Israel estaria tratando os respons√°veis internacionais pela ajuda humanit√°ria em Gaza. Mar√≠a Nela Prada afirmou que funcion√°rios das Na√ß√Ķes Unidas foram impedidos de obter visto para realizar o trabalho que a comunidade internacional lhes delegou, o que constitui uma grave viola√ß√£o dos direitos humanos e gera uma crise sanit√°ria‚ÄĚ.

Segundo o embaixador de Israel na ONU, Gilad Erdan, a recusa do fornecimento de vistos a funcion√°rios da organiza√ß√£o √© resposta a declara√ß√Ķes do secret√°rio-geral da organiza√ß√£o, Ant√≥nio Guterres, sobre Israel e os palestinos.

Em comunicado, Israel condenou a posi√ß√£o do governo boliviano. ‚ÄúA decis√£o do governo da Bol√≠via de cortar rela√ß√Ķes diplom√°ticas com Israel √© uma rendi√ß√£o ao terrorismo e ao regime do Aiatol√° no Ir√£. Ao tomar este passo, o governo boliviano alinha-se com a organiza√ß√£o terrorista Hamas‚ÄĚ, diz a nota.

Embaixadores convocados

O Minist√©rio dos Neg√≥cios Estrangeiros da Jord√Ęnia informou, em comunicado divulgado nesta quarta-feira (1¬ļ), que decidiu convocar seu representante em Israel e pediu que este pa√≠s n√£o devolva seu embaixador que havia deixado Am√£.

Segundo o informe, tal decis√£o foi tomada para expressar ‚Äúa posi√ß√£o da Jord√Ęnia que rejeita e condena a violenta guerra israelense contra Gaza, que est√° matando pessoas inocentes, causando uma cat√°strofe humanit√°ria sem precedentes, e traz consigo possibilidades perigosas para sua expans√£o que amea√ßar√£o a seguran√ßa de toda a regi√£o e seguran√ßa e a paz internacionais‚ÄĚ.

O governo do Chile convocou seu representante diplom√°tico em Israel para reavaliar as rela√ß√Ķes com o pa√≠s do Oriente M√©dio. Em nota, o Minist√©rio das Rela√ß√Ķes Exteriores chileno condenou as opera√ß√Ķes militares de Israel. “O Chile condena veementemente e observa com grande preocupa√ß√£o que estas opera√ß√Ķes militares ‚Äď que neste momento do seu desenvolvimento implicam puni√ß√£o coletiva da popula√ß√£o civil palestina em Gaza ‚Äď n√£o respeitam as normas fundamentais do direito internacional, como demonstram as mais de 8 mil v√≠timas civis, principalmente mulheres e crian√ßas.‚ÄĚ

O presidente da Col√īmbia, Gustavo Petro, tamb√©m decidiu convocar a embaixadora do pa√≠s em Tel Aviv. Em uma rede social, Petro alegou que, ‚Äúse Israel n√£o det√©m o massacre do povo palestino, n√£o podemos estar l√° [em Israel]‚ÄĚ. O presidente colombiano tem feito forte oposi√ß√£o √† campanha militar de Israel em Gaza, que classifica de ‚Äúgenoc√≠dio‚ÄĚ. Em nota, o Minist√©rio das Rela√ß√Ķes Exteriores disse que o governo colombiano ‚Äúreitera a urg√™ncia de um cessar-fogo e a obriga√ß√£o que t√™m as for√ßas de seguran√ßa de Israel de observar o direito humanit√°rio internacional‚ÄĚ.

Edição: Nádia Franco

Fonte: Agência Brasil.

você pode gostar

Deixe um coment√°rio

Portal de Notícias 

Saiu no DF, Saiu aqui.

Escolhas dos editores

Artigos Mais Recentes