s√°bado, dezembro 9, 2023
In√≠cio ¬Ľ Policiais do DF utilizar√£o c√Ęmeras de monitoramento nos uniformes

Policiais do DF utilizar√£o c√Ęmeras de monitoramento nos uniformes

O equipamento será acoplado à parte superior da vestimenta de trabalho do agente e gravará as imagens e sons durante as abordagens

por Ayrton Lemos
0 Coment√°rio

O Governo do Distrito Federal (GDF) iniciou o processo para contrata√ß√£o do sistema de monitoramento com c√Ęmeras nos uniformes dos policiais militares do DF. A minuta de licita√ß√£o para escolha da empresa que vai operar o servi√ßo est√° em an√°lise na Procuradoria-Geral do DF.

Equipamento ser√° utilizado de maneira a gravar ininterruptamente imagens e sons captados durante as a√ß√Ķes | Foto: Joel Rodrigues/Ag√™ncia Bras√≠lia

‚ÄúA medida demonstra o compromisso da Seguran√ßa P√ļblica em garantir uma abordagem justa e imparcial nas opera√ß√Ķes policiais‚ÄĚSandro Avelar, secret√°rio de Seguran√ßa P√ļblica

O uso dos equipamentos ser√° baseado nos moldes dos protocolos utilizados pela Pol√≠cia Militar de S√£o Paulo, onde os agentes utilizam as c√Ęmeras fixadas junto ao peito, com um sistema que grava de forma ininterrupta imagens e sons captados durante todo o trabalho dos policiais nas ruas.

Para o secret√°rio de Seguran√ßa P√ļblica, Sandro Avelar, a implementa√ß√£o dos equipamentos fortalece os la√ßos de confian√ßa com a comunidade. ‚Äú[A medida] demonstra o compromisso da Seguran√ßa P√ļblica em garantir uma abordagem justa e imparcial nas opera√ß√Ķes policiais, e ser√° de extrema import√Ęncia, nesse sentido, para garantir a transpar√™ncia das a√ß√Ķes policiais, salvaguardando o cidad√£o e o pr√≥prio policial‚ÄĚ, afirma.

Maior controle

‚ÄúSe por um lado o equipamento fiscaliza as a√ß√Ķes do agente, por outro, monitora o cidad√£o tamb√©m‚ÄĚMajor Marcos Braga, da PMDF

Avelar aponta que, comparado √†s outras unidades da Federa√ß√£o, o DF tem um diferencial: ‚Äú√Č importante destacar que as for√ßas policiais do DF s√£o as menos letais do Brasil. Os casos de desvios s√£o pontuais e n√£o representam a cultura e o trabalho que as corpora√ß√Ķes realizam no Distrito Federal‚ÄĚ.

Presidente da comiss√£o respons√°vel pelo estudo t√©cnico preliminar para a implanta√ß√£o das c√Ęmeras de monitoramento na PMDF, o major Marcos Braga defende que essa medida trar√° v√°rias vantagens para a corpora√ß√£o.

‚ÄúO objetivo da Pol√≠cia Militar √© tamb√©m proteger o policial‚ÄĚ, pontua o gestor. ‚ÄúFoi observado no mundo inteiro que as c√Ęmeras diminuem a resist√™ncia das pessoas durante as abordagens policiais; se por um lado o equipamento fiscaliza as a√ß√Ķes do agente, por outro, monitora o cidad√£o tamb√©m. Al√©m disso, fortalece a coleta de provas para o Judici√°rio e refor√ßa a transpar√™ncia e a legitimidade das a√ß√Ķes da PM, o que √© bem importante para o policial.‚ÄĚ

Na pr√°tica 

O estudo t√©cnico feito pela PMDF prev√™ a contrata√ß√£o de uma empresa que far√° o gerenciamento de todo o processo e ser√° respons√°vel pelo monitoramento, transmiss√£o e armazenamento das grava√ß√Ķes.

A essa empresa caber√° fornecer a c√Ęmera, um suporte para acoplar o equipamento na farda, docas para o carregamento de baterias e/ou descarga dos dados, licen√ßa de software e aplicativo para testes de visualiza√ß√£o e enquadramento. A previs√£o √© que as imagens sejam armazenadas em nuvem com a garantia de seguran√ßa nas opera√ß√Ķes entre a c√Ęmera e o sistema.

‚ÄúNo momento em que a c√Ęmera √© retirada da doca e repassada para o agente, ela come√ßa a gravar imediatamente, o policial faz os testes de √°udio e v√≠deo e acopla o equipamento na roupa‚ÄĚ, explica o major Braga. ‚ÄúA partir da√≠, o equipamento grava as imagens por 12 horas cont√≠nuas, e em algumas abordagens os agentes podem acionar o √°udio da c√Ęmera. Quando termina o servi√ßo, o policial devolve o equipamento e o coloca no suporte para o descarregamento das imagens do dia.‚ÄĚ

A previs√£o √© que os equipamentos sejam disponibilizados e implantados gradativamente nos batalh√Ķes do DF. ‚ÄúIniciaremos como um projeto-piloto com 200 a 300 c√Ęmeras em algumas unidades para verificarmos os processos e protocolos‚ÄĚ, adianta o major. ‚Äú√Ä medida que for amadurecendo o processo, a expans√£o ser√° gradativa, at√© atingir uma quantidade que atenda todo o efetivo policial que est√° nas ruas‚ÄĚ.

Agência Brasília

você pode gostar

Deixe um coment√°rio

Portal de Notícias 

Saiu no DF, Saiu aqui.

Escolhas dos editores

Artigos Mais Recentes