s√°bado, dezembro 2, 2023
In√≠cio ¬Ľ Concurso virtual de rap vai premiar dez melhores produ√ß√Ķes feitas no DF

Concurso virtual de rap vai premiar dez melhores produ√ß√Ķes feitas no DF

O Hip Hop sem Fronteiras est√° com inscri√ß√Ķes abertas at√© 31 de maio para artistas locais. Evento √© produzido com recursos do FAC

por Ayrton Lemos
0 Coment√°rio

Est√£o abertas at√© 31 de maio as inscri√ß√Ķes para o projeto Hip Hop Sem Fronteiras, uma oportunidade para os talentos do rap candango divulgarem seus trabalhos e ‚ÄĒ quem sabe? ‚ÄĒ ter uma m√ļsica gravada. Um concurso virtual vai premiar os 10 artistas do DF ou do Entorno mais votados pelo p√ļblico e por um j√ļri. A iniciativa conta com recursos do Fundo de Apoio √† Cultura (FAC) da Secretaria de Cultura e Economia Criativa da ordem de R$ 60 mil.

Idealizado pelo artista e DJ Raffa Santoro, o projeto surgiu com o intuito de valorizar m√ļsicos dentro das v√°rias vertentes do rap. O pr√™mio aos vencedores ser√° uma m√ļsica produzida e gravada pelo DJ. A faixa far√° parte de uma colet√Ęnea que ser√° distribu√≠da nas principais plataformas digitais. O primeiro colocado ganhar√°, ainda, um videoclipe digital produzido pelo cineasta Leandro G Moura, respons√°vel por clipes como o do rapper Hungria.

‚ÄúTemos diversos grupos de rap em a√ß√£o em cidades como Ceil√Ęndia, Planaltina, Gama, no Entorno Sul. Ceil√Ęndia foi pioneira, al√©m de ser muito cantada por a√≠. Mas hoje est√° bem espalhado‚ÄĚ, conta Raffa Santoro, ao lembrar que bandas j√° consagradas, como C√Ęmbio Negro e Tribo da Periferia, s√£o nascidas na capital.

Para os grupos que quiserem concorrer, √© necess√°rio residir no DF, n√£o ter m√ļsica gravada ou distribu√≠da, al√©m de ser um trabalho autoral. Todas as vertentes do rap, tais como trap, crunk, dirty soul, R&B, grim, afrobeat, ragga, danceHall, entre outras s√£o aceitas no festival.

Segundo Raffa, a proposta √© tamb√©m mostrar caminhos para os novos artistas distribu√≠rem suas obras de maneira correta e gerar renda a partir de suas cria√ß√Ķes. ‚ÄúUm dos principais objetivos √© mostrar a esses talentos como distribuir suas m√ļsicas corretamente. Muitos colocam no YouTube de qualquer jeito e ficam escondidos. E, assim, podem ter mais alcance‚ÄĚ, explica ele, um conhecido produtor de eventos de hip hop em territ√≥rio local.

Concurso Hip Hop Sem Fronteiras

Inscri√ß√Ķes por meio deste link at√© 31 de maio.

você pode gostar

Deixe um coment√°rio

Portal de Notícias 

Saiu no DF, Saiu aqui.

Escolhas dos editores

Artigos Mais Recentes