domingo, dezembro 10, 2023
In√≠cio ¬Ľ Aula de confec√ß√£o de fantasias √© um aperitivo para o Carnaval

Aula de confecção de fantasias é um aperitivo para o Carnaval

Com os desfiles das escolas de samba marcados para abril, o carnavalesco Milton Cunha, do Rio, dá aulas na cidade sobre a produção de adereços

por Marcela Alves
0 Coment√°rio

Uma oficina de fantasias com integrantes das escolas de samba do Distrito Federal é um aperitivo para o desfile de Carnaval do DF, no mês de abril. E as aulas são ministradas por gente que entende: o carnavalesco Milton Cunha, pesquisador e comentarista da festa carioca, está na cidade para os preparativos. O aprendizado é feito em uma das salas do Eixo Cultural Ibero-americano (antiga Funarte), espaço que já está tomado por fantasias e adereços que vão abrilhantar a festa em Brasília.

A aulas de produ√ß√£o desses adere√ßos √© um projeto fomentado pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa (Secec) chamado Escola de Carnaval, or√ßado em R$ 300 mil. Na realidade, as atividades do ateli√™ s√£o a parte final da proposta que, desde o ano passado, vem capacitando e articulando a organiza√ß√£o da cadeia produtiva das escolas de samba locais. Desde 2015, Bras√≠lia teve os desfiles interrompidos e o Carnaval deste ano √© mais do que esperado nos barrac√Ķes das escolas.

O carnavalesco Milton Cunha elogia: ‚ÄúPara mim, Bras√≠lia √© a terceira cidade brasileira que olha com ‚Äėolhos profissionais‚Äô para as comunidades de escolas de samba. Al√©m do Rio e S√£o Paulo, logicamente, creio que Bras√≠lia est√° na frente das outras capitais‚ÄĚ | Fotos: Hugo Lira/Secec

Carnavalesco reverenciado no pa√≠s, Milton come√ßou na Beija-Flor, em 1994, e foi aluno de Jo√£osinho Trinta. Para Milton, a capital est√° no caminho certo quando se fala de Carnaval. ‚ÄúPara mim, Bras√≠lia √© a terceira cidade brasileira que olha com ‚Äėolhos profissionais‚Äô as comunidades de escolas de samba. Al√©m do Rio e S√£o Paulo, logicamente, creio que Bras√≠lia est√° na frente das outras capitais‚ÄĚ, observa.

‚ÄúVale lembrar que o Carnaval conta a hist√≥ria das comunidades. E, assim, vim com outras figuras do Rio de Janeiro trazer um pouco da nossa expertise‚ÄĚ, diz.

As aulas s√£o gratuitas e v√£o at√© a pr√≥xima sexta-feira (31). S√£o direcionadas para um p√ļblico-alvo: pessoas ligadas √†s escolas de samba do Carnaval do DF.

Ros√Ęngela da Silva: ‚ÄúAprendi a aproveitar materiais, que antes iam pro lixo, e a usar novos conceitos‚ÄĚ

Plumas, paet√™s e belos adere√ßos se espalham nas mesas instaladas no ateli√™. E as atividades inspiram pessoas que vivem o Carnaval de Bras√≠lia h√° um bom tempo, como Ros√Ęngela da Silva, 42 anos, conhecida como Madona. A artes√£ participa h√° 20 anos da festa local, seja produzindo alegorias, desfilando ou deixando suas dicas. ‚ÄúIsso aqui √© um aprendizado enorme pra gente. A gente passa a pensar fantasias de uma forma diferente. Aprendi a aproveitar materiais, que antes iam pro lixo, e a usar novos conceitos‚ÄĚ, conta. ‚ÄúCarnaval pra mim √© tudo‚ÄĚ, diz Madona, que j√° trabalhou para a Aruc e a Acad√™micos da Asa Norte.

‚ÄúEstou amando a oficina. Eu que produzo pe√ßas para o bal√©, agora estou ‚Äėmigrando‚Äô para o Carnaval‚ÄĚ, brinca a aluna Francis Barros, 60 anos, moradora do Jardim Bot√Ęnico.

Francis Barros: ‚ÄúEstou amando a oficina. Eu que produzo pe√ßas para o bal√©, agora estou ‚Äėmigrando‚Äô para o Carnaval‚ÄĚ

E para quem pensa que escola de samba n√£o tem muito a ver com Bras√≠lia, a hist√≥ria √© diferente. ‚ÄúPrecisamos valorizar essa manifesta√ß√£o cultural t√£o importante para a cidade. O Carnaval se confunde com a hist√≥ria da cidade. Antes mesmo da inaugura√ß√£o de Bras√≠lia, no ano de 1959 , o anivers√°rio de Juscelino [Kubitschek] foi na Cidade Livre em um baile com a participa√ß√£o do Salgueiro‚ÄĚ, revela a subsecret√°ria de Difus√£o e Diversidade Cultural da Secec, Sol Montes.

Treze escolas ganhar√£o a avenida

O Carnaval de Bras√≠lia ter√° o desfile de 13 escolas este ano ‚Äď seis no grupo especial e mais sete no de acesso ‚Äď e ser√° realizado nos dias 21 ‚Äď anivers√°rio da cidade ‚Äď e 22 de abril.

Serviço

Oficina de confecção de fantasias de Carnaval
Data: Até 31 de março
Horário: Das 14h às 22h
Local: Eixo Cultural Ibero-americano, Sala Fayga Ostrower (Eixo Monumental)
Participação gratuita, mediante inscrição

você pode gostar

Deixe um coment√°rio

Portal de Notícias 

Saiu no DF, Saiu aqui.

Escolhas dos editores

Artigos Mais Recentes